top of page
  • Foto do escritorGrupo SKZ

Termômetro nas Alturas: Como Manter a Produtividade e Saúde em Ambientes de Trabalho Quentes

Novembro quebra recordes de calor e alerta para a saúde dos colaboradores O mês de novembro registrou as temperaturas mais altas dos últimos trinta anos e isso pode afetar diretamente a saúde dos trabalhadores, principalmente aqueles que desempenham atividades ao ar livre ou em ambientes sem controle de temperatura.

A exposição prolongada a altas temperaturas pode levar a condições como exaustão por calor, golpe de calor e outros problemas de saúde relacionados ao calor. Esta exposição tem o impacto direto na produtividade, pois pode levar à redução da capacidade de concentração e desempenho.

Para os trabalhadores que trabalham ao ar livre o impacto pode ser ainda maior, podendo apresentar sintomas graves como incluindo confusão mental, convulsões e perda de consciência.

Algumas medidas, mesmo que pareçam simples, podem prevenir estes riscos, como por exemplo:


  1. Manter o ar-condicionado entre 22 e 23 graus;

  2. Incentivar a ingestão frequente de água ao longo do dia;

  3. Orientar os trabalhadores a evitar bebidas com cafeína ou açúcar em excesso, pois podem contribuir para a desidratação;

  4. Implementar pausas regulares em ambientes frescos.;

  5. Orientar o uso de roupas leves, de cores claras e tecidos que facilitem a evaporação do suor;

  6. Incentivar o uso do protetor solar na ida ao trabalho, saída para o almoço e retorno à casa;

  7. Ter protocolos de emergência em vigor para casos de exaustão por calor ou golpe de calor;

  8. Garantir acesso rápido a cuidados médicos, se necessário.


Essas medidas ajudam a minimizar os riscos associados às ondas de calor, protegendo a saúde e o bem-estar dos trabalhadores. É crucial adaptar as estratégias conforme necessário, dependendo das condições específicas do local de trabalho e da gravidade da onda de calor.

10 visualizações0 comentário

Commenti


bottom of page